Malefícios da exclusão digital das empresas

É evidente que o mundo digital se tornou o principal ambiente onde acontecem as trocas de informações entre clientes e empresas, especialmente em um contexto de isolamento social imposto pelas complicações trazidas pela COVID-19. As demandas do mercado de trabalho aumentaram de forma exorbitante, exigindo que as empresas utilizem de seus recursos tecnológicos de formas mais inteligentes para atingir o cliente e criar (ou manter) relações duradouras.

Diante deste cenário, é importante mais do que nunca o profissional e o dono da empresa buscar conhecimento para se capacitar, e se inserir com sucesso em um novo mercado. Afinal, de acordo com Bernardo Sorj,  “A valorização do conhecimento como principal fonte de criação de valor, num mundo em constante mutação, transforma a aprendizagem num processo de formação permanente, pela necessidade de atualizar e adaptar a formação profissional original às exigências dos novos conhecimentos e transformações tecnológicas.”

Segundo o We Are Social e HootSuite – 2020 Digital Report, o brasileiro é um dos campeõs mundiais quando se trata de tempo gasto na internet: está em terceiro lugar tendo uma média de nove horas e dezessete diários gastos na rede. Considerando uma pessoa que tem, em média, 8 horas de sono diárias, isso significa mais da metade do tempo ativo gasto usando a internet. Além disso, uma pesquisa realizada pelo Provokers e encomendada pela Google em 2018, revelou que 96% dos brasileiros usam a internet para pesquisar sobre produtos. Estes hábitos se agravam ainda com o isolamento social no começo de 2020, como observado pelo OpinionBox. De 2151 pessoas entrevistadas, 60% afirmou que passou a ficar mais tempo na internet do que o de costume, e 53% passa mais tempo nas redes sociais. Serviços de supermercado e delivery online aumentaram em 25% e 4%, respectivamente. Ou seja, se sua empresa não está na internet, há um canal imenso que está sendo desperdiçado. Além do mais, os internautas estão continuamente gerando dados, o que proporciona campanhas de marketing mais efetivas para sua empresa.

Em uma outra perspectiva, J. Y. L. Thong se preocupou em prestar atenção aos impactos das implementações de soluções digitais, em sua pesquisa sobre a escassez de recursos e implementação de Sistemas de Informação em pequenas empresas em Singapura. Se basearam em uma amostra de 114 pequenas empresas, com o intuito de procurar o que realmente ajudava na diminuição das barreiras para a inserção no mundo digital. Os resultados comprovaram que as pequenas empresas com sucesso na informatização de seus sistemas e inclusão digital recorriam mais à consultoria externa especializada em TI, além de terem mais participação de especialistas em seus negócios. Além disso, foi discutido que a falta de conhecimento e investimento em TI foram grandes sinais de fracasso para essas empresas.

Todos esses dados indicam que o avanço dessas tecnologias têm dado um poder sem precedentes para as corporações. Estar fora disso é estender um tapete vermelho para a concorrência. Vale ressaltar, também, que a inclusão digital ajuda a oferecer uma experiência mais satisfatória para o seu cliente. Com sistemas e ferramentas digitais, ter um controle e oferecer uma experiência personalizada para o seu cliente torna-se uma tarefa muito mais simples e automatizada. Portanto, a melhor escolha a se fazer agora é, acima de tudo, evitar ficar no escuro e buscar ajuda dos profissionais, que sabem a melhor abordagem para tornar real o seu sonho no mundo digital!

 

Autores: Duda Moravia, Danilo Gonçalves, Mateus Lemos.

Fonte: https://www.tecmundo.com.br/mercado/151722-coronavirus-mudou-relacao-brasileiros-internet.htm

Pull

Pull